Prefeitura de Bayeux reforça a campanha Junho Vermelho no Dia Mundial do Doador de Sangue

blank

Doar sangue é um ato de solidariedade. Por isto, foi criado o Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado no dia 14 de junho de cada ano, que, além de conscientizar sobre a importância das doações é também uma oportunidade para agradecer aos doadores. A transfusão de sangue é um direito humano e, a cada poucos segundos, alguém, em algum lugar, precisa de sangue. Por isto, a prefeitura municipal de Bayeux, através da secretaria municipal de saúde, refaça a importância da campanha Junho Vermelho.

A doação de sangue é um gesto solidário que se doa uma pequena quantidade do próprio sangue para salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos e intervenções médicas de grande porte e complexidade.

Para a prefeita Luciene Gomes, a doação de sangue é um ato rápido e solidário que pode salvar a vida de pessoas que necessitem.

“É uma maneira de sensibilizar e estimular quem já doou a se lembrar da relevância de retornar aos hemocentros para realizar a contribuição ou para incentivar pessoas a efetuarem a primeira doação neste período do ano”, destacou a prefeita Luciene Gomes.

O Hemocentro da Paraíba lançou nesta terça-feira (14) a campanha Junho Vermelho. A data marca a comemoração do Dia Mundial do Doador de Sangue e, com a campanha, a instituição tem como objetivo sensibilizar aqueles que nunca doaram sobre a importância do ato voluntário, solidário e altruísta. A campanha se estende até o fim do mês.

A diretora explica que sangue e hemoderivados seguros, bem como sua transfusão, salvam vidas e melhoram a saúde e a qualidade de vida de muitos pacientes. “No momento, os tipos sanguíneos A- e O- são os que mais necessitamos, porém todos os demais tipos são bem-vindos”

Para doar sangue, a pessoa deve estar enquadrada dentro de algumas características específicas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS):

Homem ou mulher entre 16 e 68 anos;

Ter acima de 50 quilos;

Não ter Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, AIDS (HIV), HTLV;

Estar bem alimentado e descansado;

As parturientes devem esperar entre 90 e 180 dias após o parto;

Se estiver gripado, esperar no mínimo 7 dias após a recuperação para poder doar;

Após uma doação, as mulheres devem esperar 90 dias para fazê-lo novamente; enquanto os homens devem esperar 60 dias.