Prefeitura de Bayeux realiza capacitação para médicos e enfermeiros do município

Com o objetivo de otimizar os atendimentos a pacientes infectados pelo HIV e hepatites virais, além de permitir um diagnóstico precoce, o que facilita no tratamento, a Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Bayeux realizou, nesta quarta-feira (19), uma capacitação para médicos e enfermeiros das Unidades de Saúde da Família  (USFs), do Hospital Materno Infantil e da Unidade de Pronto Atendimento  (UPA). A oficina aconteceu no auditório da Infraero, no bairro Jardim Aeroporto, para os profissionais que não estavam de plantão.

Prefeitura de Bayeux realiza capacitação para médicos e enfermeiros do município

Com o objetivo de otimizar os atendimentos a pacientes infectados pelo HIV e hepatites virais, além de permitir um diagnóstico precoce, o que facilita no tratamento, a Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Bayeux realizou, nesta quarta-feira (19), uma capacitação para médicos e enfermeiros das Unidades de Saúde da Família  (USFs), do Hospital Materno Infantil e da Unidade de Pronto Atendimento  (UPA). A oficina aconteceu no auditório da Infraero, no bairro Jardim Aeroporto, para os profissionais que não estavam de plantão.

De acordo com o coordenador do Núcleo DST/AIDS do município, Otávio Pinho, a oficina vai ajudar para a implementação do diagnóstico destas infecções na Atenção Básica e para que os pacientes, principalmente gestantes, sejam diagnosticadas precocemente para serem encaminhadas para o serviço de referência. 

O coordenador do núcleo ressaltou que a educação permanente é de suma importância dentro do Sistema Único de Saúde (SUS) para todas as equipes que atendem à população de Bayeux. “Estamos cumprindo a regularidade dessas capacitações para que esses profissionais se reciclem e estejam cada vez mais preparados”, disse.

A Secretaria de Saúde informa também que está com três profissionais da rede municipal de saúde que fazem parte do Programa Mais Médico do Brasil em período de férias, mas que já vem buscando a contratação de médicos itinerantes para substituí-los no período do afastamento, que é de 15 dias.

Comentários